domingo, 29 de julho de 2012

Motor homopolar (passo-a-passo)

E aí? Já estão todos sintonizados no pique de volta às aulas? Pra inspirar assistam este vídeo que fiz em parceria com a Secretaria de Educação, onde mostro o passo-a-passo de um experimento simples de física: o motor homopolar. Quem fizer em casa merece um ponto na nota hein! kkk.


Abraços
;-)

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Simulação 2: Escala de pH


Interagindo com esta simulação, você pode testar o pH de substâncias do cotidiano como o café, saliva e sabão para determinar se cada um é ácida, básica ou neutra. Visualize o número relativo de íons hidroxila e íons hidrogênio em solução. Alterne entre escalas logarítmica e linear. Investigue se alterar o volume ou a diluição com água afeta o pH. E você ainda pode criar seu próprio líquido! Divirta-se
Abraço
;~)

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Ácidos e Bases: Aula Prática

O objetivo desta prática foi a identificação e classificação de substâncias  ácidas e básicas do nosso cotidiano. Utilizando os indicadores químicos "Azul de Bromotimol" e "Fenolftaleína", os alunos verificaram soluções de amoníaco, limão, creme dental, shampoo, condicionador, acetona, vinagre e bicarbonato de sódio, identificando-as como ácidas ou básicas pela mudança de cor do indicador. 



Estimaram também o  pH da solução comparando as cores das soluções com uma cartela padrão, e em seguida conferiram a estimativa usando um papel indicador universal.

Ácido, segundo Arrhenius (1887), é toda substância que libera, em solução aquosa, íons H+. Base (também chamada de álcali) é qualquer substância que libera o ânion OH (íons hidroxila).



Ácidos reagem com bases produzindo água e um sal. Reações deste tipo são conhecidas como  Reações de Neutralização (vídeo). Para aumentar a curiosidade e o interesse dos alunos, a reação escolhida foi a formação de ácido carbônico e cloreto de cálcio pela adição de ácido clorídrico ao carbonato de cálcio presente na casca do ovo:

CaCO3 + 2 HCl → CaCl2 + H2CO3

Esta reação não segue rigorosamente a regra que acabamos de ver, mas também é considerada uma neutralização, pois o sal reagente (CaCO3) tem características alcalinas, uma vez que aumenta o pH da solução aquosa.

A espuma é resultado da liberação de CO2 proveniente da decomposição do H2CO3 (ácido carbônico).

H2CO3(aq)   →  H2O + CO2(g)





Abraços
;~)





sexta-feira, 11 de maio de 2012

Combustão: Triangulo do Fogo

Como prometido, segue a explicação sobre a última aula com os 1ºs anos sobre Combustão.
combustão consiste na reação química entre dois reagentes (combustível e comburente) com grande liberação de energia na forma de  calor

Triângulo do Fogo

Assim, todas as reações de combustão são extremamente exotérmicas (ainda que necessitem de uma fonte de ignição). Várias substâncias podem ser usadas como combustível. Entre as sólidas incluem-se o carvão, a madeira e a turfa. Entre os líquidos usados como combustível encontramos os de origem vegetal ou animal, como o álcool, os óleos vegetais e gorduras, e os fósseis óleo diesel, o querosene e a gasolina

Entre os combustíveis gasosos estão o gás natural ou os GLP (Gases Liquefeitos de Petróleo), representados pelo Propano e o Butano. As gasolinas e até os gases são utilizados para os motores de combustão interna.

Exemplo: combustão do metano

CH4 + 2 O2 → CO2 + 2 H2O + calor

A combustão permeia quase todos os setores de uma sociedade, em qualquer parte do mundo, independente do grau de desenvolvimento da nação. O processo de combustão é responsável por mais de 85% da energia utilizada pelo homem, sendo estratégico para a economia de todos os países. A queima de derivados do petróleo, gás natural, carvão mineral, lenha, carvão vegetal e dos resíduos agro-industriais corresponde a mais de 80% da energia utilizada no Brasil. Portanto, a combustão tem grande impacto nos setores industrial, de transporte e de geração de energia elétrica.

Abraço
;~)


quarta-feira, 9 de maio de 2012

Aula "Ácidos e Bases"

Hà! Aulinha sobre ácidos e bases. Não esqueçam que na próxima semana faremos uma aula prática sobre isso (se vocês levarem os itens solicitados, claro).

Ácidos

Ácidos são substâncias que ao entrar em contato com água sofrem ionização e produzem o íon positivo H+ e o íon negativo do outro elemento:
HCl \to Cl^- + H^+

Bases

Pela teoria de Arrhenius, base, hidróxidos ou substâncias alcalinas (pois ocorrem com metais alcalinos) é toda substância que em água sofre dissociação e produz como íon negativo apenas OH- e torna o outro elemento um íon positivo. Exemplo:
NaOH \to Na^+ + OH^-
Dessa forma concluímos que para uma substância ser considerada uma base de Arrhenius ela deve possuir em sua estrutura a hidroxila, isto é, o grupo OH- 

Escala de pH

O pH é uma medida da concentração de cátions de hidrogênio em solução aquosa. Os valores do pH variam em uma escala que vai de 0 a 14, sendo que a água pura tem pH próximo de 7, conforme a sua temperatura. Para soluções ácidas o pH é menor que 7, enquanto que para as soluções básicas o pH é maior que 7:

pHTipo de solução
0 - 6,99Ácido
7Neutro
7,01 - 14,0Básico

Quanto mais próximo de 0 mais ácida é a substância, ou seja, a acidez decresce com o pH. Quanto mais próxima de 14 mais básica é a substância, isto é, a basicidade cresce com o pH. 

Abraços
;~)

Aula: "Modelos Atômicos"

Essa vai especialmente pro pessoal do 2º. É um dos assuntos de química que eu mais gosto. Me fascina essa dinâmica natural (e ao mesmo tempo sobrenatural!) na qual estruturas tão pequenas (que sequer detectamos isoladamente: átomos) se juntam e se separam formando novas substâncias. Além disso, o estudo dos átomos é a essência da química. É sobre estas (e outras) teorias tão bem estruturadas e, ao mesmo tempo, sem comprovação cabal, que se sustenta a nossa ciência.


Fragmentos do Modelo Atômico de Dalton

Os modelos científicos existem para explicar e elucidar conceitos e fenômenos que não são evidentes aos nossos sentidos. Conceitos abstratos, portanto. Não podemos ver átomos isolados, assim, precisamos de modelos para explicá-los. O primeiro modelo atômico foi proposto por John Dalton em 1803. Apesar disso, a ideia de partículas elementares da matéria surgiu ainda no século V a.C., com o filósofo grego Leucipo de Mileto. Retomando estas ideias e à partir de suas experiências com gases ele idealizou suas hipóteses e  postulados sobre os átomos.

Símbolos de Dalton para os átomos

O modelo de Dalton imperou por quase 100 anos! Só em 1897 experiências com o já conhecido tubo de raios catódicos permitiram que Joseph John Thomson elaborasse sua própria teoria atômica, evidenciando a existência de partículas carregadas negativamente e de dimensões muito menores do que o átomo: os elétrons. Seu modelo ficou conhecido como pudim de passas.

Tubo de raios catódicos

Fragmentos do Modelos Atômico de Thomson

Pouco tempo depois, em 1911, os experimentos de Ernest Rutherford com partículas alfa emitidas pelo elemento Urânio demostraram que o modelo de Thomson precisava de ajustes.

Fragmentos do Modelo Atômico de Rutherford

Em um de seus experimentos, Rutherford atravessou uma fina folha de ouro com estas partículas, verificando  que os átomos (neste caso, átomos de ouro) não eram maciços, e sim, repletos de espaços vazios (por onde passavam as partículas). 


Experimento de Rutherford

Rutherford notou também que algumas partículas alfa (carregadas positivamente) eram desviadas ou ricocheteadas. A explicação para isso reside no fato de que o átomo não é apenas espaço vazio, mas possui um pequeno e denso núcleo positivo. Ernest Rutherford propôs então o modelo de átomo com movimentos planetários.































Abraços
;~)

terça-feira, 8 de maio de 2012

Explosão do Hidrogênio

Esta é uma das práticas que os meus alunos mais gostam. Tão legal que resolvi assumir os riscos de publicar aqui o passo-a-passo. 


Nesta prática o alumínio (retirado de uma latinha de refrigerante)


reagiu com o hidróxido de sódio

se transformando em aluminato de sódio e gás hidrogênio. É uma reação exotérmica, libera calor:  

2NaOH + 2Al --> 2NaAlO2 + H2


O gás foi recolhido em uma bexiga de borracha.
 


Em seguida, provocamos a combustão do gás, produzindo água:
2H2 + O2 --> 2H2O

video

Abraços
;~)

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Educação e recuperação.

Honestamente... Também tenho aqueles momentos em que me pergunto se há algo de "verdadeiro" na educação pública brasileira. A começar pelo salário dos professores: o que pode ser mais ilusório? Digo a meus alunos que o ensino básico só serve para torná-los iguais a todos os outros (o que para alguns pode parecer, ou até mesmo "ser" suficiente). E mesmo esta igualdade é ilusória, uma vez que o diploma do esforçado tem o mesmo peso daquele do 'encostado'. E, pasmem, ambos o conseguem com a mesma facilidade.

Por outro lado, perturba-me a máxima gandhiana de que "devemos ser a mudança que queremos ver no mundo"; e em que mundo nos metemos! Quanto há para transformar, inovar, recriar e consertar. Motivo-me então a sair da inércia do "EU finjo que ensino, TU finges que aprendes, ELES fingem que nos pagam, NÓS fingimos cidadania". Tímida mas insistentemente tento, assim, plantar (como Augusto Tomba, meu professor de pós) a sementinha "do mau", no bom sentido. Aquela que te diga "Ei, o trem-bala da vida não espera na estação. Vai subir?" E para muitos a estação é um lugar aconchegante.

Um lampejo de resultado brotou esta semana durante a recuperação bimestral. Anunciei que faríamos uma recuperação diferente, onde os próprios alunos realizariam e explicariam (inclusive com cálculos! ohh!) os experimentos. O resultado foi excepcional. Em análise preliminar, eu diria que eles aprenderam mais nestes 50 minutos do que em um mês de aulas convencionais. Exagero? Talvez. Mas, sem dúvida foi muito gratificante ver os alunos tão envolvidos e interessados. Mesmo aqueles que eu (pré-conceituosamente) julgava alheios e indisciplinados. Ainda há esperança...




Abraços  ;~)


domingo, 15 de abril de 2012

Reconhecimento...

Olha (...) não é como ganhar o OSCAR, mas sem dúvida é uma sensação bacana ser reconhecido por algo que fazemos. Desde o início o objetivo único e suficiente deste blog é ajudar a tornar a ciência ainda mais agradável, dinâmica e divertida. E uma menção como esta, sugere, no mínimo que estamos no caminho certo:

Hoje, nosso ViCiência foi lembrado pelo órgão máximo da educação estadual. A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (http://www.educacao.sp.gov.br) Uma publicação escrita e audiovisual deu uma visibilidade ainda maior à nossa escola e aos nossos alunos e é esse clima de sucesso que quero compartilhar com vocês, alunos e internautas, que acompanham e ajudam a construir o que vemos por aqui.



Obrigado e um abraço do tamanho do nosso orgulho!

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Prática "condutividade de soluções"

Tive um amigo na faculdade que disse que "a prática é o lubrificante do conhecimento". De fato as coisas parecem fazer mais sentido quando usamos mais sentidos. Numa aula prática, aliás, o único sentido que não usamos é o paladar, pois até o sexto sentido (intuição) deve estar ativado para atingirmos a meta de compreender os fenômenos estudados.

Abraço  ;-)



terça-feira, 3 de abril de 2012

Tratamento de Água

Meus queridos alunos (2ºB) superaram mais uma vez as expectativas. Era pra ser uma simples apresentação de seminário sobre "Tratamento de Água", mas a criatividade falou mais alto. Com desenvoltura, e talvez sem saber, eles aplicaram as premissas de um grande educador; ninguém menos que Jean Piaget. Segundo ele, o conhecimento só acontece de fato quando "agimos sobre o objeto de estudo". Sem dúvida eles o fizeram ao construir e demostrar o funcionamento de seu purificador de água. Parabéns, e mantenham-se curiosos!


Abraços.  ;-)

quinta-feira, 29 de março de 2012

Primeiro projeto de ciências

A apresentação do mecanismo de funcionamento de um pulmão humano com certeza vai fazer muito sucesso com a professora de ciências! Parabéns!


Abraço ;-)

terça-feira, 27 de março de 2012

Entrevistas sobre "Poluição das Águas"













Parabéns ao pessoal do 1º C. Quando alguém supera as expectativas, merece reconhecimento. Taí. Abraço  ;-)

quinta-feira, 22 de março de 2012

Desidratação reversível do Sulfato de Cobre Pentaidratado

Um aspecto interessante das reações químicas foi revelado recentemente em uma de nossas práticas. Algumas reações podem ser induzidas a retornarem ao estado inicial, ou seja, REAGENTES se transformam em PRODUTOS e em seguida voltam a ser REAGENTES.



Nesta prática simples, mas muito visual, o Sulfato de Cobre Pentaidratado (azul) é aquecido até que as moléculas de água se separem, liberando o Sulfato de Cobre Anidro (branco). Este processo é relativamente lento (cerca de 5 min).  


Em seguida, adicionando algumas gotas de água ao CuSO4 anidro, as moléculas voltam a se ligar instantaneamente ao sal, restabelecendo a cor inicial (azul). 


A prática ilustra a reversibilidade de reações químicas que, neste caso, é representada como:







Abraços       ;-)

sexta-feira, 16 de março de 2012

4,5 Bilhões de anos de LUA!

A Agencia Espacial Americana (NASA) publicou anteontem um vídeo muito do bacana que mostra em 3 minutos os 4,5 Bilhões de anos de evolução da lua. 

Observações da sonda lunar Reconnaissance Orbiter (LRO) sugerem que o satélite era liso logo que se resfriou, e ganhou cada uma de suas crateras após sucessivas colisões com asteróides. Assista e se estiver inspirado, comente! São 3 minutos bem investidos.


Abraços.

terça-feira, 13 de março de 2012

Amor é química!

Sabia que até aquele "frio na barriga" de paixão tem explicação científica? É tudo culpa de substâncias químicas muito singulares chamadas hormônios. Seu corpo é um laboratório químico muito eficiente que sintetiza estas substâncias o tempo todo. Especialmente quando temos emoções fortes. 

Sensações como euforia, medo, felicidade e saudade são, em última análise, frutos da refinada arquitetura química. Conheça algumas substâncias que você já produziu:



Norepinefrina
O coração dispara só de chegar perto do seu amor? A culpada é ela! É como se seu coração ficasse estressado e batesse mais rápido. Você sente que sua temperatura aumenta e o estomago embrulha. Boca seca, mãos suadas e dificuldade para falar o que se está pensando também vêm daí.

Dopamina
Sabe quando você faz esportes e, apesar de cansado, se sente eufórico? A responsável é a dopamina, que deixa a gente com uma sensação de felicidade extrema e bem estar. Quando a gente se apaixona o cérebro libera essa mesma substância e faz com que você sinta que a outra pessoa faz bem a você.

Feromônios
O cheiro da pessoa amada é sempre delicioso, mas também acontece de você adorar o papo com alguém, mas quando se aproxima, o cheiro não bate e aí a gente diz que não tem química... Essa química são os tais dos feromônios, que mandam mensagens químicas ao cérebro dizendo que você fez uma boa escolha.

Testosterona
Sim, o hormônio masculino é responsável por nos deixar com vontade de fazer sexo. Os homens têm esse hormônio na saliva e quando chegam no corpinho delas através do beijo têm que se preparar pra apagar o fogo que acendeu.

Ocitocina
Ela é chamada de hormônio do amor e é liberada em partos, deixando a mulher mais tranquila e relaxada. Dizem ainda que essa substância fortalece os laços de mãe e bebê. Com os casais não é diferente. A ocitocina faz com que você se sinta em paz ao lado da pessoa amada. Sabe aquela sensação de que o mundo podia acabar que você ainda estaria feliz? Ela é a culpada!

Genes rivais
Nosso suor e saliva liberam uma substância chamada MHC, que é um conjunto de genes que controla a superfície celular de moléculas. Quanto mais diferente essa substância for daquela liberada pela outra pessoa, maior será a atração. Já ouviu dizer que os opostos se atraem? Nesse caso funciona.


É isso. Agora quero ver você não lembrar de química quando estiver beijando seu amor...

;-)

(Adapt: Carol Patrocínio)

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Microscópio caseiro com laser

Este site (Manual do Mundo) é show, especialmente os vídeos. Não vi todos, mas gostei de todos que vi. Este mostra uma ampliação de uma gotinha em 1000 vezes. O que mais impressiona é a simplicidade. 


quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Aniversário!!!


Em fevereiro o blog ViCiência completa 1 aninho!!! Agradecemos o carinho e a participação de vocês que nos acompanharam nesta tentativa de tornar o aprendizado de Química e Física mais divertido e menos traumático. Obrigado!!! Continuem com a gente.

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Prova de Química



Pergunta feita pelo Professor Fernando, da matéria Termodinâmica, no curso de Engenharia Química da FATEC em sua prova final.

Este Professor é conhecido por fazer perguntas do tipo 'Por que os aviões voam?'
Nos últimos exames, sua única questão nesta prova para a turma foi:

'
O inferno é exotérmico ou endotérmico? Justifique sua resposta'

Vários alunos justificaram suas opiniões baseados na Lei de Boyle ou em alguma variante da mesma.

Um aluno, entretanto, escreveu o seguinte:

Primeiramente, postulemos que o inferno exista e que esse é o lugar para onde vão algumas almas.

Agora postulemos que as almas existem; assim elas devem ter alguma massa e ocupam algum volume. Então um conjunto de almas também tem massa e também ocupa um certo volume.
Então, a que taxa as almas estão se movendo para fora e a que taxa elas estão se movendo para dentro do inferno?

Podemos assumir seguramente que, uma vez que certa alma entra no inferno ela nunca mais sai de lá. Logo, não há almas saindo.

Para as almas que entram no inferno, vamos dar uma olhada nas diferentes religiões que existem no mundo e no que pregam algumas delas hoje em dia.

Algumas dessas religiões pregam que se você não pertencer a ela, você vai para o inferno....

Se você descumprir algum dos 10 mandamentos ou se desagradar a Deus, você vai para o inferno.

Como há mais de uma religião desse tipo e as pessoas não possuem duas religiões, podemos projetar que todas as almas vão para o inferno.

A experiência mostra que poucos acatam os mandamentos.
Com as taxas de natalidade e mortalidade do jeito que estão, podemos esperar um crescimento exponencial das almas no inferno. Agora vamos olhar a taxa de mudança de volume no inferno.

A Lei de Boyle diz que para a temperatura e a pressão no inferno serem as mesmas, a
relação entre a massa das almas e o volume do inferno deve ser constante.
Existem, então, duas opções:

1) Se o inferno se expandir numa taxa menor do que a taxa com que as almas entram, então a temperatura e a pressão no inferno vão aumentar até ele explodir, portanto EXOTÉRMICO.
2) Se o inferno estiver se expandindo numa taxa maior do que a entrada de almas, então a temperatura e a pressão irão baixar até que o inferno se congele, portanto ENDOTÉRMICO.

Se nós aceitarmos o que a menina mais gostosa da FATEC me disse no primeiro ano: 'Só irei pra cama com você no dia que o inferno congelar' e, levando-se em conta que, AINDA, NÃO obtive sucesso na tentativa de ter relações amorosas com ela, então a opção 2 não é verdadeira. Por isso, o inferno é exotérmico
.'

O aluno Thiago Faria Lima tirou o único 10 da turma.

CONCLUSÕES:

1) 'A mente que se abre a uma nova ideia jamais volta ao seu tamanho original.'  (Albert Einstein)
2) 'A imaginação é muito mais importante que o conhecimento.' (Albert Einstein)
3) 'Um raciocínio lógico leva você de A a B. Imaginação leva você a qualquer lugar que você quiser.'  (Albert. Einstein)

Mereceu o 10! 

sábado, 21 de janeiro de 2012

Onde está a Química [LIVRO]


Mais um ano letivo começa, abrindo novas portas para o conhecimento. Conhecimento este que nunca deve satisfazer nossa ânsia e curiosidade sobre o mundo a nossa volta. Aos que compartilham desta ideia e aceitam a postura de exploradores do universo, bem-vindos a bordo desta disciplina. Veremos que a química trás confiáveis explicações sobre a dinâmica da natureza e do nosso cotidiano e que ela está muito mais próxima do que imaginamos.

Para iniciar nossas discussões, sugiro a leitura deste pequeno e muito ilustrado livro que certamente tem muito a ver com vocês. É só clicar no link para fazer o download:


Boa leitura

Abraços.